Me encontre aqui

18/08/2017

Aquilo que não se vê não se sente. Mentira! Sente-se sim.

O que é conflito para você? Luta, batalha, embate ou tem outro nome? Acho que no geral sempre traz a minha mente algo violento e talvez alguma coisa, um tanto quanto, até perturbadora.

E quando esse conflito é invisível? Quando ele acontece dentro de você? Ele não é sentido? Penso que conflitos internos são necessários para nos tornamos seres maiores e, definitivamente, melhores. Fazem a gente chegar ao ápice de certa plenitude, mas que fique claro que é uma plenitude momentânea, porque no próximo instante ela já pode ser outra ou estar em outro lugar levando em conta o quanto mudamos constantemente. Porém, até alcançarmos esse ápice é doloroso, sofrido, faz o estômago embrulhar e os dentes trincarem de ansiedade. Mas, e quando esses conflitos internos são mais fortes do que a gente? Maiores do que eu ou do que você, podendo-se dizer até que tomam conta do nosso âmago. Lutar “contra si mesmo” todos os dias é cansativo, causando exaustão física, mental, espiritual e psicológica.


E a pergunta que sussurra no pé do ouvido a todo instante tornando esse conflito mais perverso do que já é: até quando? Até quando agüentar acontecimentos em um emprego que você não gosta e não te faz feliz? Até quando ter a obrigação de conviver com pessoas que te incomodam? Estar em um lugar que não te satisfaz ou com pessoas que você não quer estar junto pode ser comparado com uma agressão a si próprio. Até quando sofrer por antecipação por coisas que não aconteceram ainda e sem ter a certeza se realmente irão acontecer? Essa auto tortura é desnecessária porque não muda a situação, mas é impossível de ser controlada por quem sente.

Dizem que um dos piores tipos de doença ou problema é aquele que está ligado ao psicológico da pessoa porque para ser tratado vai ser necessário mais do que um simples medicamento. Vai precisar de força de vontade e ninguém pode dar isso a ninguém, é algo totalmente intrínseco. E para isso acontecer, acredito que temos que querer. Mais do que isso, temos que fazer e ser a mudança mesmo tendo plena consciência de que não é fácil. É um processo gradual e dolorido, dia após dia, um passo de cada vez e sem nenhum tipo de garantia. Aí você me pergunta: eu não tenho vontade nem de fazer minhas tarefas diárias, todo dia me pergunto até quando, como terei forças e ânimo para tal mudança? E eu te respondo com outra pergunta: Vamos juntos?

18/07/2017

Casamento Natália e Marvin - Vestido e Acessórios da Noiva

Oi gente linda, tudo bem? :) Hoje começamos o sexto post da nossa série sobre os preparativos para o meu casamento e nele vou falar sobre: o meu vestido e os acessórios (sapato, buquê e jóias) que usei no grande dia. Depois do primeiro post da série, acho que esse é o que mais vou me emocionar escrevendo. Então deixa eu preparar os lencinhos e vamos lá!

~ VESTIDO:
Vocês lembram no começo da série sobre o casamento que eu falei que teve um post em especial que serviu de base para muitas decisões? Vou deixar o link dele aqui para vocês de novo: Como organizar um casamento SUPER sem grana em 3 passos. Então, foi nesse post que eu descobri a loja online que eu comprei meu vestido. Comprar o vestido em uma loja online, corajosa né? Essa ação me colocou numa montanha russa que vocês não fazem ideia.

Eu não tinha nenhum vestido idealizado na minha cabeça: só sabia que não queria tomara que caia, não queria muito decote na frente ou atrás e nem muito armado que me fizesse parecer o bolo da festa, mas ao mesmo tempo queria algo clássico mas não muito clássico. Conseguiram entender? Não vou ficar chateada se disserem que não hahaha! Enfim, descobri O Amor é Simples e fiquei encantada.

O modelo do meu vestido é o Flower by Chai, que foi desenhado especialmente para o casamento da Chai, dona do blog Namorada Criativa. Ele possui uma renda floral com um discreto relevo, mangas com o acabamento da renda e um coração na parte de trás deixando apenas parte das costas à mostra. A saia é de musseline off-white e o forro é em cetim também off-white. Eu não consigo lembrar exatamente quanto paguei mas sei que não foram os R$800 que estão atualmente no site, acho que foi algo em torno de R$500/R$600.


Fotos: @laisabarboza | @mj.fotografia0 
Fotos: @laisabarboza | @mj.fotografia0
A parte trágica dessa história: confiei nos tamanhos do site e não deu certo. Cabiam duas de mim dentro do vestido e tive que recorrer a uma costureira para fazer os acertos, que foram muitos já que ela teve que tirar muito pano para ficar do meu tamanho.

~SAPATO:
Eu não tinha muitos problemas com relação ao sapato, só sabia que não queria um salto muito fino para não me dificultar na hora de andar. E esse item foi super fácil de comprar: um dia fui no Norte Shopping certa de que sairia de lá com o sapato e comprei na primeira loja que entrei, a Magia dos Pés. Lembro que entrei na loja, dei uma boa olhada na vitrine e pedi para experimentar uns 3 ou 4 modelos, mas devido o meu pé de princesa (33/34) o rapaz só tinha um modelo entre todos os que eu escolhi. E ele ficou lindo e perfeito: o modelo escolhido foi da Invoice, bem alto mas tinha uma pata na parte da frente o que facilitava na hora de andar, muito macio e confortável e acho que foi algo em torno de R$130.

~ JÓIAS:
A gente escreve jóias para não escrever bijuterias, né gente? A gente finge costume, haha! Meus acessórios foram bem simples:

- Brinco (não usei pois não tenho as orelhas furadas, já que quando criança furei várias vezes e sempre dava problema e chegou o dia que decidi nunca mais mexer nelas);


Fotos: @laisabarboza | @mj.fotografia0
- Tiara (toda prata cheia de pedras cravejadas de forma irregular ao longo dela e usei na parte detrás da cabeça, comprei no Amor é Simples  e paguei em torno de R$60);


Fotos: @laisabarboza | @mj.fotografia0
- Anel (o mesmo que ganhei dos meus pais para usar na minha formatura - a cor do meu curso era a mesma que escolhi para o casamento, isso foi a maior coincidência);


Fotos: @laisabarboza | @mj.fotografia0
- Cordão (como o vestido tinha o detalhe do coração nas costas eu queria usar um cordão que caísse para as costas, mas nas alterações feitas pela costureira ela precisou colocar renda no coração vazado e aí troquei por um cordão normal de zircônia com várias pedras cravejadas);


Fotos: @laisabarboza | @mj.fotografia0
- Pulseira (com duas tiras também de zircônia e com várias pedras ao longo dela).
Tanto o cordão quanto a pulseira comprei em uma loja do Leopoldina Shopping, na Penha que não lembro o nome agora e foram em torno de R$150.

~ BUQUÊ:
Gente, que assunto duvidoso foi esse do buquê viu? No começo eu sempre quis flores meio que desconstruídas, nunca fui muito fã de buquê redondo. Mas buquês de flores verdadeiras são ex-tre-ma-men-te caros! Aí comecei a procurar outras soluções: buquê de flor de plástico, de fuxico, de veludo, de coração, de pombinhas, entre várias outras ideias. Até que minha mãe - mais conhecida como a senhora dos dotes manuais - resolveu fazer o meu buquê e ficou uma lindeza só.


Fotos: @laisabarboza | @mj.fotografia0
Fotos: @laisabarboza | @mj.fotografia0
Optamos por flores brancas e azuis (nas cores do casamento, porém com o azul em um tom mais claro), folhas verdes, alguns detalhes como broches para incrementar as flores, e finalizou com juta para dar um ar rústico. No final acho que gastamos em média R$100.

E aí gente, gostaram do post de hoje? O que acharam das minhas escolhas pessoais para o grande dia? Acharam que eu gastei bem ou gastei muito? No próximo post  vou falar sobre ... Me contem aqui nos comentários o que vocês estão achando dessa série de posts porque eu adoro saber a opinião de todos os meus leitores.

Até a próxima! :)
Xo, Nat!

02/07/2017

Sessão Pipoca: Cidade dos Etéreos | Livro 2 da Série O Lar da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares

Oi gente linda, tudo bem? :) Coloquei uma meta: terminar todos os livros que eu tenho para ler antes da edição da Bienal do Livro desse ano. Será que eu consigo? Independente de conseguir ou não, só sei que a cada livro que eu ler vou trazer resenha para vocês. Então, se preparem que vai ter muita dica de leitura por aqui. Lembram que no ano passado eu fiz a sessão pipoca do primeiro livro da trilogia do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares? Hoje vim falar do segundo livro da série: Cidade dos Etéreos.


Sinopse: Neste segundo livro, o grupo de peculiares precisa deter um exército de monstros terríveis,  e a Srta. Peregrine, única pessoa que pode ajudá-los, está presa no corpo de uma ave. Jacob e seus novos amigos partem rumo a Londres, cidade onde os peculiares se concentram. Eles têm a esperança de, lá, encontrar a cura para a amada Srta. Peregrine, mas, na cidade devastada pela guerra, surpresas ameaçadoras estão à espreita em cada esquina. E, além de levar as crianças a um lugar seguro, Jacob terá que tomar uma decisão importante quanto a seu amor por Emma, uma das peculiares. Telecinesia e viagens no tempo, ciganos e atrações de circo, malignos seres invisíveis e um desfile de animais inusitados, além de uma inédita coleção de fotografias de época - tudo isso se combina para fazer de Cidade dos Etéreos uma história de fantasia comovente, uma experiência de leitura única e impactante.


Antes de ler esse livro eu estava lendo um pocket book (O Quarto Cavaleiro) e já fiquei meio tensa de colocar a Cidade dos Etéreos na minha mochila do trabalho por ser muito maior e muito mais pesado, confesso que foram tensos os dias que eu tive que carregá-lo. Comecei a ler bem animada porque o primeiro livro terminou no meio de uma situação um tanto quanto periclitante, mas vou resumir minhas impressões:

- A história é objetiva? Não, eles alongam bastante e não tem um fim real porque ainda tem o terceiro livro.
- A história te prende? Me prendeu, pelo menos. Apesar de ser alongado pelo autor, eu ficava muito curiosa para saber o que ia acontecer em seguida e as diferentes personalidades dos personagens me enganchavam na história.

E já posso adiantar que se o primeiro livro terminou no meio de uma situação um tanto quanto periclitante, esse segundo termina no meio do caos real e oficial. Mas não falarei mais nada para não largar spoilers, hahaha! O livro é da Editora Intrínseca, tem 384 páginas e é vendido em lojas online e físicas em média por R$40. E aí, gostaram da sinopse e das minhas impressões? Alguém já conhecia/leu esse livro? Me contem aqui nos comentários e podem mandar também várias indicações de leitura que eu amo!

Até a próxima! :)
Xo, Nat!